Dicas

DICAS

Embreagens

EMBREAGEM NÃO ENGATA

Mola de retrocesso empenada

-Uso de marcha alta com velocidade baixa

-Redução bruscas

Molas de amortecimento axial separadas do disco

-Desalinhamento entre motor e cambio

-Reduções Bruscas

-Aplicação Incorreta

Disco empenado

-Falta de lubrificação do eixo piloto

-Disco foi forçado durante a instalação

Disco Quebrado

-Uso de marcha alta com velocidade baixa

-Pé retirado rapidamente da embreagem

-Pancada durante a instalação

Mola de retrocesso quebrada

-Uso de marcha alta com velocidade baixa

-Reduções bruscas

Cubo Oxidado

-Pouca lubrificação no eixo piloto

-Falta de vedação da caixa seca

-Veiculo parado por muito tempo

Cubo com Desgaste

-Excesso de de curso no mancal da embreagem

Miolo do disco destruído

-Uso de marcha alta com velocidade baixa

-Reduções bruscas

-aplicação incorreta

Quebra da mola Membrana

-excesso de curso no mancal da embreagem

-Motorista com pé na embreagem

Mola de retrocesso deformada

-Uso de marcha alta com velocidade baixa

-Reduções Bruscas

Alavanca Quebrada

-Platô mal apertado na montagem do volante

-Rolamento Engripado

-Quebra Durante a Instalação

EMBREAGEM PATINA

Revestimento Queimado

-Volante em mal estado ou profundidade incorreta

-Contaminação com óleo ou graxa

-mal uso

Revestimento solto

-Volante em mal estado

-Reduções Bruscas

Disco com desgaste total

-Fim da vida útil

EMBREAGEM PATINA E VIBRA

Contaminação com óleo e graxa

-excesso de lubrificação no eixo piloto

-contaminação por centrifugação

-Vazamento

RUIDO NO ACIONAMENTO

Dedos da mola membrana quebrada

-desgaste acentuado no mancal de embreagem

-excesso de curso no mancal da embreagem

-danificado durante a instalação

Travas do mancal quebrada

-montagem com auxilio de chave de fenda

Rolamento travado

-Mal uso, page motorista com pé na embreagem

-Regulagem incorreta, falta de folga entre mola membrana e mancal

Desgaste nos dedos da mola membrana

-Tubo guia com desgaste excessivo

-Mal uso,motorista com pé na embreagem

-Bucha do mancal solta

-desalinhamento do tubo guia

-garfo desgastado em seu ponto de contato

-pista com desgaste

-excesso de curso

-tubo de guia desalinhado

-mal uso

RUIDO NA TRANSMISSÃO

Estria do cubo com desgaste acentuado

-eixo piloto com desgaste excessivo

Molas de amortecimento quebrada ou ausente

-Uso de marcha alta com velocidade baixa

-Reduções Bruscas

TREPIDAÇÃO

Superaquecimento da placa de pressão

-contaminação com óleo ou graxa

-volante em mal estado

-mal uso

VIBRAÇÃO

Dente da mola deformado

-Deformação provocada na instalação

INSTRUÇOES PARA A APLICAÇÃO OU REMOÇÃO DE PASTILHAS DE TRAVÃO EM VEÍCULOS MOTORIZADOS ATÉ 3.5 TONELADAS

 

Para qualquer esclarecimento favor contatar o fornecedor dos calços e não o endereço acima mencionado.

1.INFORMAÇÃO GENÉRICA IMPORTANTE

-As pastilhas de travão fazem parte do sistema de travagem e como tal são peças criticas de segurança. Todo trabalho deve, portanto,ser executado com o máximo cuidado.

-As pastilhas de travão devem ser substituídas apenas por pessoal especializado. Um trabalho incorretamente realizado pode levar a falha total do sistema de travagem.

-Estas instruções de aplicação são um guia para trabalhos normais de reparação e não tomam em consideração qualquer por menor especial usado nos diferentes sistemas de travagem.

-As instruções especiais,publicadas pelos fabricantes do veículos e dos sistema de travagem, devem ser detalhadamente seguidas. As pastilhas de travão devem ser substituídas por jogos relativos a um eixo. Nunca usar pastilhas de travão que não sejam as especificadas para o tipo de veiculo em particular.

AVISO

*Não permitir que o material de triccão das pastilhas de travão,discos,pinças,tubos,etc,entre em contato com gorduras, óleos,outros lubrificantes ou agentes de limpeza á base de óleos minerais, pois isso poderá levar a falha destravagem. Se necessário substituir as peças que tinham ficado contaminadas.

*Não utilizar instrumentos aguçados,uma vez que o uso inadequado deste pode causar danos. Utilizar apenas ferramenta apropriada.

*Caso se observe, durante a substituição em qualquer das peças do sistema de travagem, devem-se reparar adequadamente antes de o veiculo retornar ao seu serviço

2.DESMONTAGEM

-Antes de se iniciar qualquer trabalho no sistema de travagem,colocar na direção um aviso de que o veiculo se encontra em reparação,calçar as rodas que permaneçam no solo,elevar o veiculo e assegurar a sua estabilidade. Iniciar os trabalhos num dos lados do eixo. O travão do lado oposto poderá servir como guia para o posicionamento correto de cada peça durante a montagem. Todos os passos efetuados para a montagem devem ser idênticos em ambos os lados.

CUIDADO

-As molas que seguram as pastilhas encontram-se em tensão;avaliar de forma controlada e mantê-las no seu lugar tapando o alojamento das pinças.
-Não ativar o sistema de travagem após remoção das pastilhas de travão

a) Substituição das pastilhas sem desmontagem das pinças
*Travão com pinças fixas (A)
*Travão com pinças moveis (B), (em caso de se poder remover a pastilha pelo topo)
*Remover as coberturas caso existam
*Desmontar os dispositivos de segurança tais como cavilhas, braçadeira, molas ou parafusos usados no aperto das pastilhas de travão
*No caso de existir um indicador de desgaste, desligar a ficha

CUIDADO


-Evitar os possíveis salpicos do fluido que se encontra no reservatório do fluido de travões. Se necessário, drenar parte do fluido para um recipiente apropriado.
-Em caso de manuseamento incorreto,o fluido de travões pode causar sérias lesões e danos. Ler as instruções do fabricante do fluido de travões.

-Se necessário utilizar uma ferramenta apropriada para empurrar as pastilhas de travão para trás.
-No caso de pinças fixas,puxar as pastilhar para fora de seu alojamento
-No caso de pinças moveis, começar por retirar a pastilha do lado êmbolo e então deslizar a pinça até que a pastilha do lado desta possa ser removida do centro.
-Remover eventuais chapas e substitui-las por novas, caso se encontre danificadas. Não desmontar nenhuma placa ou tampa que esteja firmemente inserida no embolo do travão Se houver sinais de derrame ou fluido ou de outros danos nas pinças,estes deverão ser reparados de forma profissional e por causas especializadas.

b) Substituição das pastilhas com desmontagem parcial das pinças *Segurar as pinças do travão(C)(se a remoção das pastilhas não for possível a partir do topo)

-No caso de existir um indicador de desgaste, desligar a ficha
-Dependendo da configuração da pinça,desapertar molas,parafusos de aperto,cavilhas ou pernos

*CUIDADO*

*Evitar os possíveis salpicos do fluido que se encontra no reservatório do fluido de travões. Se necessário,drenar parte do fluido para um recipiente apropriado.
*Em cado de manuseamento incorreto,o fluido de travões pode causar sérias lesões e danos. Ler as instruções do fabricante do fluido de travões.

-Empurrar o embolo para trás e rodar para fora ou remover o alojamento. Não desligar o tubo do travão
-Apoiar ou suspender o alojamento removido de tal forma o tubo de travão não fique em tensão ou danificado
-Remover as pastilhas de travão do alojamento

3.PASSOS SUBSEQUENTES

*CUIDADO*

*Evitar os possíveis salpicos do fluido que se encontra no reservatório do fluido de travões. Se necessário,drenar parte do fluido para um recipiente apropriado.

*Em cado de manuseamento incorreto,o fluido de travões pode causar sérias lesões e danos. Ler as instruções do fabricante do fluido de travões.

-Para que a novas pastilhas naturalmente mais espessas,encaixem nas pinças, empurre os êmbolos para trás

-Para pinças fixas de 4 êmbolos ou pinças de punho de 2 êmbolos, inserir as cunhas no meio dos êmbolos afastando ou entre o embolo e o punho de forma a prevenir que estes saiam do lugar quando se afastem os outros êmbolos

-Para sistemas de travagem que combinem um travão mecânico de estacionamento e características de ajustamento, o embolo deve ser colocado na sua posição original que por rotação requer por meio de parafusos de ajuste dependendo do tipo

-Limpar aplacadas pastilhas,os alojamentos e cavilhas com agentes de limpeza que não contenham óleos minerais,ex.alcool metilóico. Substituirás tampas de proteção de poeiras que se encontrem danificadas ou quebradiças

*AVISO*

-Não limpar os travões com as comprimido,escovas rijas ou similares

-Não lançar poeiras finas para o ar, pois se inaladas,podem provocar problemas de saúde. Usar uma mascara de trabalhar numa área pouco ventilada

-Não retirar a massa lubrificante das porcas nem dos conjuntos de molas das pinças com massa lubrificante especial, seguindo as instruções do fabricante do veiculo ou do sistema de travagem

-Tanto o material da fricção como os discos não podem entrar em contato com a massa lubrificante usada,pois tal fato pode levar a uma falha de travagem. Caso tal se verifique, desengordurar os discos e usar pastilhas de travão novas

-Substituir as cavilhas que se encontrem corroídas.

-Com êmbolos escalonados, comprovar a sua posição correta por meio de um calibrador de êmbolos a reajustar se necessário

-Verificara espessura dos discos,substituindo todos os discos do mesmo eixo caso a espessura esteja no limite ou caso se encontre fendas ou rachas na superfície+

-Remover quaisquer áreas corroídas do disco quer na parte exterior quer na interior

 

 

4.MONTAGEM

As novas pastilhas devem mover-se livremente nas cavilhas

-As superfícies de contato entre a placa da suporte-a a pastilha e as cavilhas,assim como entre os êmbolos e a placa de suporte das pastilhas devem ser ligeiramente lubrificadas com uma massa lubrificante especial seguindo as instruções do fabricante do veiculo

-As cunhas que não estejam corroídas, dobradas ou embutidas podem ser reinstaladas. Caso contrario substituir por novas.

-Ligar os indicadores de desgaste que estejam bons ou usar novas pastilhas de travão que os utilizem

-Inserir as novas pastilhas de travão seguindo a ordem inversa á descrita em”desmontagem”,com a superfície de fricção contra o disco. Nos casos de assimetria entre a placa de suporte e a pastilha,a seta tem de estar na direção da rotação do disco (conduzindo em frente)

-Inserir as cavilhas,molas e grampos conforme posição original

-No caso das pastilhas de travão estarem equipadas com indicadores de desgaste,ligar as fichas e as tomadas.

-Apertar os pinos soltos das pinças do travão ou das cavilhas. Substituir os parafusos de bloqueio por novos do mesmo tipo

*CUIDADO*

*Observar o aperto dos pinos que fixam o corpo das pinças conforme indicação do fabricante de veículos

*Um toque incorreto pode induzir numa falha de travagem

-Os travões que combinem um dispositivo de ajuste mecânico de estacionamento terão de apresentarem movimento livre após repetidas actualizes do travão,o qual devera estar de acordo com as instruções do fabricante do veiculo

-Substituir os travões do lado oposto da mesma forma

 

5.TESTE FUNCIONAL

-Depois de se montar as rodas e de se baixar o veiculo, certificar os seguinte pontos:

-Verificar o nível de fluido de travões no reservatório e enche-lo se necessário,até ao limite máximo. Usar apenas fluido de travões novo, com o mesmo grau do especificado para o tipo de veiculo particular.

*CUIDADO*

Em caso de manuseamento incorreto, o fluido de travões pode causar sérias lesões ou danos. Utilizar

Ler as instruções do fabricante do fluido de travões

ATENÇÃO!!!

-Para posicionar corretamente as pastilhas de travão,ativar rapidamente o sistema de travagem,com veiculo no solo

-Repetir este procedimento até que o pedal de travão se estabilize a aproximadamente um terço do seu curso total. Exercendo-se uma força máxima constante,o curso do pedal não devera alterar-se, mesmo que por um período prolongado.

*AVISO*

Se o ponto de pressão e consistência não for alcançado, verificar todo o sistema de travagem,caso contraio haverá risco de uma falha na travagem. Caso

-Verificar de novo se existem fugas no sistema de travagem

-Verificar o nível de fluido de travões no reservatório e enche-lo se necessário,até ao limite máximo. Usar apenas fluido de travões novo, com o mesmo grau do especificado para o tipo de veiculo particular.

*CUIDADO*

Em caso de manuseamento incorreto, o fluido de travões pode causar sérias lesões ou danos. Utilizar

Ler as instruções do fabricante do fluido de travões

*Efetuar travagens de teste a velocidade baixa, tendo presente de que a eficacia dos travões poderá, de certa forma, ser inferior nas primeira utilizacões

-Não aplicar força excessiva ou travagem continua, no intuito de se obter um acabamento mais rápido

-Observar sempre as instrutores de acabamento dadas pelo fabricante do veiculo

-Cumprir as regras de transito ao efetuar o teste de travagem

-Prosseguir os testes funcionais sobre os piso rolante afim de certificar que o sistema esta de acordo com todos os requisitos legais;em reboques,verificar se necessário marcha automática inversa

 

6.GENERALIDADES

-Não colocar as pastilhas de travão em depósitos comuns de lixo, mas sim em recipientes próprios conforme regulamentação legal

-As pastilhas de travão são peças de desgaste sendo por isso necessário verificar regulamente o seu estado

-Caso a espessura do material de fricção seja inferior a 2 mm ou caso se soltem os indicadores se desgaste, substituir todas as pastilhas do eixo.